ONDE ESTOU: INÍCIO NOVIDADES NOTÍCIA VOLTAR
Fique por dentro das Novidades Celg
PROJETO DISTRIBUI LÂMPADAS DE LED PARA CONSUMIDORES RESIDENCIAIS EM GOIÂNIA
CELG | 27/12/2016 - 16h20
A Celg Distribuição lançou o projeto "Eficiência solidária" em convênio com o Instituto Bioterra, organização que atua no desenvolvimento de programas para o uso consciente de energia. A proposta é realizar a substituição das lâmpadas incandescentes por lâmpadas de LED em aproximadamente 20 mil unidades consumidoras residenciais do município de Goiânia, totalizando 80 mil lâmpadas incandescentes retiradas e descartadas adequadamente, conforme estabelece a Política Nacional de Resíduos Sólidos.

Através desse projeto, a CELG D visa gerar maior economia de energia, visto que o uso da lâmpada de LED proporciona a redução no consumo, portanto a medida é importante para todo o sistema elétrico. Além disso, o consumidor notará a diferença do seu consumo na fatura de energia. O projeto iniciou na sede da CELG D, efetuando a substituição das lâmpadas entre os colaboradores da companhia. O objetivo é informar e conscientizar os empregados sobre o projeto, para que eles possam repassar a informação de forma correta aos clientes. A substituição das lâmpadas de LED para os consumidores está sendo realizada desde o dia 16 de novembro. São duas agências da CELG D responsáveis pela troca, uma localizada no setor universitário e a outra no Jardim Europa.

Regras: Para receber o benefício o consumidor deve residir no município de Goiânia e não constar inadimplência junto a CELG D. Cada unidade consumidora poderá receber no máximo quatro lâmpadas, e para efetuar a troca o consumidor deve estar com o número da unidade consumidora, CPF, RG e endereço completo em mãos. No momento da troca o consumidor receberá um material educativo, onde encontrará vantagens do uso das lâmpadas de LED, que o incentivará a efetuar a troca de todas suas lâmpadas pela LED, no médio e longo prazo. Desde o dia 30 de junho de 2016, as lâmpadas incandescentes deixaram de ser comercializadas no Brasil. A proibição da venda das lâmpadas no país ajudam a estimular a adoção de opções mais econômicas e duráveis, como o LED.